Menu

Conheça a coleção de Resident Evil de “William Birkin”

Fã de Resident Evil desde o primeiro game, “William Birkin” (seu codinome no universo virtual) possui uma das maiores coleções de Resident Evil do mundo. Para divulgar os itens, conhecer outros colecionadores e ajudar quem está iniciando suas próprias coleções de Resident Evil, ele tem dois sites, oBirkin’s Lab e o Resident Evil Collectors. O Resident Evil Database conversou com William e ele nos contou um pouco sobre a sua experiência com a franquia e sobre a sua paixão por colecionar.

(Click here to read the original interview in English!)

Primeiramente, como você se tornou fã de Resident Evil? Conte-nos sobre a sua primeira experiência com o jogo.

Eu virei fã da saga com o primeiro jogo no Playstation, em 1996. Um amigo meu comprou o jogo e eu fui para a casa dele, para ver se as imagens que eu tinha visto nas revistas eram tão boas quanto as do jogo em si. Ele jogava e eu assistia, ele não era tão bom e morria o tempo todo. Peguei o controle depois de várias mortes dele, e fiquei impressionado com todo aquele universo, então terminei o jogo no mesmo dia.
Eu não conseguia parar de jogar, queria saber como aquele pesadelo havia chegado à mansão, queria salvar todos os meus amigos, fugir daquela casa dos horrores!
Mesmo depois desta primeira vitória no jogo, eu comprei o meu alguns dias depois para jogar sozinho e descobrir todos os segredos, todos os finais. Acho que terminei o jogo umas 15/20 vezes em duas semanas, depois que peguei minha cópia.
Hoje, este ainda é o meu jogo favorito da série.

 

Como você começou a colecionar itens de Resident Evil?

Eu sempre gostei de colecionar coisas, desde criança. Cards de Dragonball, cartões telefônicos, broches. Mas parei um dia, porque nada era tão interessante a ponto de me fazer ter vontade de colecionar. Descobri em 2000 alguns bonecos de Resident Evil 2 da ToyBiz na Toys-R-Us, foi a primeira vez que vi produtos oficiais de Resident Evil, e para mim era o único, nada mais de colecionar.
Comecei mesmo em Março de 2003, eu vi uma estátua de Resident Evil em uma loja de games: o William Birkin G2 feito em resina, da Palisades Toys. 150 euros, mas tão bonito que eu não consegui aguentar, tinha que comprar, e foi o primeiro item de verdade da minha coleção.
Pouco depois eu descobri na internet que muitos itens da série estavam à venda: livros, bonecos, estátuas, jogos, brindes. O vírus da coleção Resident Evil havia sido injetado em mim.

 

Você pode citar os três itens mais raros que você tem em sua coleção?

Difícil citar só três itens, porque alguns são raros, mas não sei o quanto. Por exemplo, estátuas e protótipos de bonecos, às vezes, só existem um ou no máximo cinco no mundo, e eu amo protótipos, tenho cerca de 60 protótipos da Palisades Toys. Mas os três itens muito raros que eu mais amo devem ser:
– Protótipo de estátua de resina de William Birkin G2 (só existem duas no mundo) de um membro da Palisades Toys que assinou na base para mim. Eu amo o personagem Birkin, e esta estátua é especial para mim por ter sido meu primeiro item da coleção, mas na versão final. Agora eu tenho a final e o protótipo.
– Caixinha de música de Biohazard Code: Veronica dos Ashfords. Biohazard Code: Veronica está no meu top 3 da saga, e a música era muito boa. Eu amo a qualidade deste item, pequeno, mas tão legal.
– Biohazard Nightmare Keys da mansão Spencer, estas quatro chaves são réplicas das chaves do jogo, e eu sou apaixonado pelo primeiro jogo.

 

Você tem uma lista de itens que ainda não tem, mas que está batalhando para conseguir? Pode contar qual é o item nº1 desta lista?

Claro, muitos itens que eu ainda não tenho são raros e difíceis de conseguir, espero tê-los um dia, e nunca vou desistir! Levei 10 anos para conseguir a caixinha de música dos Ashfords, 12 anos para conseguir as chaves da mansão Spencer, esperarei por uma boa oferta. E sempre procurar por novos itens é o que mantém minha paixão ativa, ano após ano! Uma pequena lista de itens que eu desejo:
– Conjunto de cards prateados de Biohazard Code: Veronica. Um conjunto com três cards prateados com os personagens do jogo, em uma caixinha muito legal. Este é um item muito antigo e raro, talvez o que eu mais queira agora.
– Pôster do Biohazard 5th Anniversary Nightmare Returns. Para promover o quinto aniversário e o pacote especial no Japão, as lojas tinham bandeiras, displays e pôsteres. Eu ainda quero este pôster, adoro o desenho do zumbi nele.
– Estátuas de Kenzo Ozomato de Biohazard lançadas pela Alpha: zumbi, mulher zumbi, G-infant e Birkin G4. Eu já tenho três (Marvin Branagh, Licker, Super Tyrant) e a qualidade é realmente impressionante. Espero conseguir todas as estátuas feitas por Okamoto que aparecem no guia japoponês “Research on Biohazard 2 Final Edition”.

Que dicas você daria para quem quer começar uma coleção de Resident Evil ou de outros games?

Meus conselhos podem ser vários, mas acho que são todos simples:
– Sempre se lembre de que é apenas uma coleção, mesmo se colocar tempo e dinheiro nela, nunca se esqueça do que é importante na vida: amigos, família, sair, viver. Nunca deixe a sua paixão ser mais importante do que estas coisas, porque seria uma má escolha e você poderá se arrepender mais tarde.
– Colecione por você, não pelos outros. Você tem que curtir sua coleção por você, não porque as pessoas dizem que é legal/grande/rara.
– O número de itens em sua coleção ou a raridade não importam, contanto que você goste dela. Mesmo se tiver apenas dois itens já é uma coleção, não deixe ninguém te dizer o contrário!
– Compartilhe antes de mostrar. Por exemplo: compartilhar fotos de sua coleção porque se orgulha e quer dividir isto com a comunidade é legal, assim você pode ajudar as pessoas e conseguirem itens novos! Mas mostrar sua coleção só para ter bons comentários, pessoas dizendo que você é o melhor, ou para contar vantagem, já acho que não é uma coisa boa, na minha opinião.
– Ajude outras pessoas a conseguir informações sobre itens, compartilhe bons links para comprar itens, todo mundo sai ganhando com isto. Guardar segredo não apenas é bobagem, como também é uma péssima escolha, porque você não ganha nada com isto, e pode perder boas negociações. Juntos somos mais fortes!
– Nunca se esqueça de que todos começam suas coleções em algum momento, não seja grosso com quem está começando e quer conselhos ou estejam fazendo perguntas que sejam comuns para você, porque um dia você foi novato como eles.
– Curta a sua coleção, e se um dia ela deixar de te fazer feliz, pare. Você não continuaria jogando um jogo que odeia, certo? O mesmo vale para coleções.

Fonte: residentevildatabase

 

Foto de perfil de Andrews2kx

Técnico em Eletrônica há mais de 15 anos e profissional da área de T.I há quase 10. Também conserta videogames há pelo menos uns 10 anos. Músico nas horas vagas, entusiasta e "viúva" do Dreamcast, tem gostado muito mais do PS4 nessa geração nova, porém joga qualquer coisa em qualquer plataforma.

No comments

Deixe uma resposta

*

Assine o blog por e-mail

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 91 outros assinantes

Calendário

junho 2015
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930