Menu

Entrevista Gamer: Alessandro Velberan

Fala pessoal tudo tranquilo? eu espero que sim 😀 .

Hoje eu Filipe estou trazendo para vocês uma pequena entrevista gamer com o intuito de retirar do nosso convidado algumas informações sigilosas utilizando 15 perguntas mais uma que foi extra de ultima hora, então o convidado de hoje é Alessandro Velberan ou simplesmente Velberan como já é bastante conhecido nas redes socias, vamos a entrevista 😀 .

 

1- Conte para nós, como e quando você foi para o Japão?
– Eu vim para o Japão em 2007. Como minha mulher é descendente, e já tinha vivido aqui, eu sabia bem o que esperar do país, mas mesmo assim me agradava a ideia de vir pra cá.

2- O que exatamente fez com que você tivesse a iniciativa de criar conteúdo e quando começou?
– Basicamente dois motivos: O primeiro era o tédio. Estava precisando de um novo hobby para passar o tempo e produzir vídeos me pareceu interessante. O segundo foi que, vendo o meu filho (que agora está com 10 anos) percebi que tinha uma geração toda crescendo sem conhecer os games que eu jogava antigamente, então resolvi começar a fazer esses vídeos também para falar sobre como eram os games na minha época.

3- O que foi mais difícil para você ao pisar em terras japonesas?
– Me acostumar a ser diferente de todo mundo. No Brasil todo mundo é diferente, pois tem uma mistura de povos muito grande, então em qualquer lugar eu me sinto igual a todos. Aqui não, todo mundo tem as mesmas características, menos eu. Me sinto sempre como se estive andando por aí com uma melancia pendurada no pescoço.

4- Você já curtia games antes de ir para o Japão? O que curtia na época que estava no Brasil?
– Eu curto games desde a primeira vez que vi um. Antes de sair do Brasil estava jogando mais no PC e fliperamas, mas joguei tudo que tive a oportunidade de jogar.

5- Mesmo que não tivesse consoles na infância há sempre um que marca nossa memória, qual console lhe marcou a memória e qual lembrança ele lhe trás?
– Mega Drive foi o primeiro console que eu tive (antes tinha um Atari mas era do meu irmão) e joguei demais nele. A lembrança que eu tenho dele era o desafio, as fases e jogos difíceis que eu passava horas e horas arranjando um jeito de passar. Posso dizer que o Mega Drive foi o console que me ensinou a lidar com a frustração e a melhorar para superar as dificuldades.

6- No mundo gamer costumam dizer que existem jogadores e colecionadores, em quais destes perfis você se colocaria e por que ?
– Jogador sempre. Gosto de colecionar, mas só o que jogo. Não quero pegar nada pra deixar juntando poeira. Liguem os consoles, minha gente! Eles nasceram para trazer alegria para os nossos corações!

7- Muitos sonham em ir para o Japão e se acabar em games, pra você que já esta no Japão da realmente para aproveitar ou não é bem assim? Explique caso não for como muitos pensam.
– O Japão é um ótimo país para se morar, mas não é o paraíso que algumas pessoas acreditam que seja. Mas sim, dá pra se acabar com jogos aqui, Para quem trabalha bem, tem uma renda bacana e quer investir, tem muitas peças de todas as épocas em ótimo estado e preço acessível. Só que pra quem gosta de jogos ocidentais, vai ter dificuldade para encontrar, fora que o que tem por aqui está tudo em japonês, então dominar a língua é importante para aproveitar os jogos.

8- Quais são seus jogos favoritos e qual franquia de luta prefere?
– Meu jogo favorito de todos os tempos é o Phantasy Star do Master System. É o melhor jogo do universo e não tem conversa! Escolher um jogo de luta favorito é complicado, hoje jogo mais Street Fighter, mas no geral, deixo empatado entre Street Fighter, King of Fighters, Fatal Fury e Virtua Fighter. Não foi uma resposta muito objetiva…

9- O que você acha sobre PCs vs Consoles? Há lugar para os dois ? Como você acha que vai terminar esta competição?
– Pra quem pode investir, PC sempre vai ter melhor desempenho que os consoles, mas questões como preço, nível do usuário para aproveitar bem a plataforma, e também investimento de first party, me fazem duvidar de que algum dia eles vão realmente deixar os consoles obsoletos.

10- O que você acha dos jogos piratas?
– Pirataria é um assunto bem delicado, ela já acabou com companhias inteiras, mas também alavancou alguns consoles. Jogos que estão no mercado no momento eu compro, se estou sem dinheiro, eu não jogo, simples assim. Dos antigos, emulo sem dor na consciência. Acho que as pessoas deveriam investir mais no mercado pois só assim ele vai crescer. Pirataria só como último recurso MESMO!

11- As mídias digitais estão ganhando forca no mercado qual a sua opinião a respeito disso e sobre a perda de contato com a mídia física?
– Não dá pra negar as vantagens da mídia digital, principalmente para produtoras independentes. Mas eu não gosto. Prefiro ter um disco, um cartucho, uma caixinha para pegar, cheirar e colocar na estante. Só pego mídia digital quando é exclusivo deste formato, ou quando o preço está muito inferior à mídia física (como promoções malucas das lojas).

12- Imagine que chegou um jogo de uma plataforma qualquer sem rótulo para você e quando você vai testar o jogo é tão ruim que você sairá correndo, qual jogo seria este e por que você acha ele ruim?
– 99% dos jogos de esporte. Não consigo nem ver a cara que já saio correndo. Isso inclui os de futebol.

13- Você costuma jogar com o seu filho ou ele não curte muito os games? se sim quais jogos e se não por que?
-Já joguei muito, mas hoje ele prefere jogos da geração dele. As vezes pego ele para jogar um Golden Axe ou coisa do tipo, mas praticamente tenho que arrastar o moleque pra jogar comigo.

14- Olhando para a sua estante com games qual item você queria que estivesse ali? E quais obstáculos impedem a aquisição?
– Um Neo geo, e o que impede é a grana. Console caro pra caramba, cartuchos mais ainda.

15- E por fim encerramos na décima quinta pergunta e bem polêmica, O que você acha das modificações em consoles ? Considere o Dreamcast por exemplo que é um console que você gosta.
– Eu prefiro manter os meus consoles originais, mas adoro ver as modificações que o pessoal faz. É um movimento que eu apoio completamente e admiro, tanto os estéticos quantos os funcionais (como mudar saída de vídeo de um console por exemplo). Se fosse para modificar algum dos meus, eu iria comprar um extra para isto e guardar um original também.

EXTRA – quando você começou a colecionar itens e em que exatamente você tenta deixar mais focado para sua coleção?
– Eu comecei a guardar games desde que cheguei no Japão, mas que comecei a levar mais a sério foi a pouco mais de um ano, quando comprei um Dreamcast. Ai tomei gosto por comprar e guardar jogos antigos. Não tenho muito foco não, compro coisas que me dá vontade de jogar ou que acho interessante por algum motivo, como por exemplo, para fazer vídeos.

Espero que a entrevista tenha matado boa parte da curiosidade de todos, obrigado a todos por terem feito a leitura 😀  e abaixo deixo links onde Velberan divulga seu trabalho.

Perfil de Alessandro Velberan no facebook

Canais de Alessandro Velberan

Velberan

Velberan Adventures

Japão por outros olhos

Sou técnico em manutenção de videogames. Amo os vídeo games, mas não me intitulo colecionador apenas por tê-los. Sou apenas um jogador e amante do universo da tecnologia. Descobri uma paixão imensa em gravar vídeos que falem sobre games e consoles, além de poder demonstrar minha alegria e todo meu potencial que conheço sobre games.

12 comments

  1. Boa materia, bem curta até, no geral acho q quem ja assiste o canal do velberan ja vai meio q saber as respostas antes mesmo de ler a resposta do velberan kkkk, mais otima materia.

  2. Renato Sarmento disse:

    Só faltou uma coisa,>>Nos vemos no próximo video,ffffffaaalouuuuuu!!!!

  3. anderson disse:

    Muito Boa
    Sucesso Velberan

  4. Max disse:

    Legal a Matéria

  5. Kuosan disse:

    Velberan mito :D!

  6. Felipe disse:

    Muito bom!
    Velberan é gente humilde!

  7. Danilo Andrey disse:

    Bem legal a entrevista, mas achei que teria mas perguntas relacionadas ao Dreamcast.
    Mas ta valendo.

Deixe uma resposta para Danilo Andrey Cancelar resposta

*

Assine o blog por e-mail

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.